São Gonçalo. RJ Cel: (21) 998203382 E-mail: sinagogabeitmiklat@gmail.com

Sefirát haômer - A Contagem do Ômer..

הספירת העומר...         י

Sefirát haômer - A Contagem do Ômer..







Comemoramos nessa semana o que chamamos de, Chág Pêssach - a festa de Pêssach (páscoa judaica). Uma grande celebração em que cumprimos com muita alegria o mandamento de retiramos chaméts - fermento de nossas casas e empreendimentos. 


(Este fermento que representa nessa festa o pecado, a influência        egípcia que é uma afronta ao verdadeiro Deus, Adonay.)







E comendo num cerimonial, Matsót - pães ázimos, ou seja, pães sem fermento com Marór - ervas amargas, recordando assim a nossa Libertação, a nossa liberdade de uma escravidão egípcia.       Ex.12:20 ;  Lv. 23:6 



Com acompanhamento de 04 cálices de vinho que representam os estágios de nossa Geulá - Redenção, envolto a narrativa, o Magíd, o relato da saída dos filhos de Israel do Egito. 




Se faz real rememorar como o nosso único e verdadeiro Deus, Adonay, julgou aos deuses do Egito e ao próprio Faraó com nove pragas e um derradeiro golpe fatal, a morte dos primogênitos no Egito. Isso tudo no dia 15 do mês hebraico chamado Nissan.

Na época do Templo se fazia tudo isso, mas com algo de muita importância, o Cordeiro, que era abatido e levado ao altar e depois era entregue pelos sacerdotes ao ofertante para celebrar, comendo-o com sua família em sua casa. Este cordeiro se chama "Korbán" que quer dizer "oferta de aproximação", que aproxima o ofertante ao seu Deus.

O Siman Sód deste evento, ou seja, "o segredo espiritual" deste evento é que ele representa o que ocorreu com Yeshua, o Messias de Israel. 


Que como "Korbán", como oferta perfeita, foi morto, foi abatido, e seu sangue derramado como de um cordeiro sem mancha, perfeito e pronto para fazer expiação, não só por seu povo, a Casa de Israel e a Casa de Judá, mas de todos quanto se aproximarem deste "sacrifício" crendo em sua eficácia.  I Pd. 1:19




Assim vamos percebendo que cada ordem dada por D'us em relação as festas, tem o seu significado espiritual no tempo. É muito importante atentarmos para cada detalhe que envolve o cumprimento de cada uma delas e o seu desenvolvimento no espaço de uma para a outra. 

A Sefirát haÔmer - a contagem das semanas desde Pessach-Páscoa até a festa de Shavuót-semanas, conhecida como Pentecostes, contamos 49 dias, ou seja, sete semanas completas como ordena o nosso Deus na Toráh:

וספרתם לכם ממחרת השבת מיום הביאכם את עומר התנופה שבע שבתות תמימות תהיינה .. עד ממחרת השבת השביעית תספרו חמישים יום והקרבתם מנחה חדשה ליהוה

"E contareis para vós desde o dia seguinte ao primeiro dia festivo, desde o dia em que tiverdes trazido o Ômer da movimentação; sete semanas completas serão. Até o dia seguinte da sétima semana contareis cinquenta dias; e oferecereis oblação nova a Adonay."
.                                                                                                                                    .(Vaykrá-Lv.23)

É criada uma grande expectativa pela festa de Shavuót pois essa festa expressa a entrega da Torá no Monte Sinai. É como se cada ano que passa nós estivéssemos caminhando para lá recebermos a Toráh. Isso é um reflexo da saída dos filhos de Israel do Egito e sua caminhada até o Sinai para receber a Lei Eterna. Desde a saída até a entrega dos Asséret Dibrót-Dez pronunciamentos, conhecido como os dez mandamentos, foram 49 dias, culminando no 50 com a entrega.  Lembramos assim dos verso que diz:

לִמְנוֹת יָמֵינוּ, כֵּן הוֹדַע;    וְנָבִא, לְבַב חָכְמָה

"Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios. "    sefer Tehilim-Sl. 90:12

Imagem relacionada

Lembra-nos os dias que ocorreram no período de Yeshua nosso Messias. Yeshua ficou 40 dias com seus talmidim-discípulos após a sua ressurreição dentre os mortos e logo depois subiu aos céus onde se assentou a direita de Hashem. Assim, conhecendo esse mandamento e tradição do povo de Israel você entenderá que Yeshua ficou com seus discípulos quase toda a Sefirát haÔmer, restando aproximadamente uma semana para chegar Shavuót-Pentecostes.

E então, cada vez mais você  entenderá que cada evento não foi ordenado por D'us em vão, tudo tinha e tem um propósito específico no mundo espiritual.

*Pessach, a Páscoa, a morte do Cordeiro trazendo expiação, lá no Egito com a saída do Povo de Israel rumo à Liberdade e a ordem de comemorar todos os anos como lembrança desse grande milagre.   ➯  Isso aponta para Yeshua, como Cordeiro de D'us morreu em Pessach, no tempo certo, no dia certo e na hora certa.
  Ex.12:20 ;  Lv. 23:6 

*Bikurim, as primícias, o primeiro dia da Sefirát haÔmer-Contagem das semanas, era trazido o primeiro molho de trigo ao Templo, aos sacerdotes, marcando assim o primeiro dia da contagem, era um dia de alegria, era um dia festivo.   ➯   Isso aponta para a Ressurreição de Yeshua, como primícias dos que dormem ele foi o primeiro a se levantar dentre os mortos, ou seja, foi o primeiro fruto a ser tirado da Terra para D'us.
   Nm. 15:21 ; Lv. 2:14

*Shavuót, semanas, conhecida como festa de Pentecostes, marcou a entrega da Torá no monte Sinai, quando D'us entregou sua Torá ao povo de Israel e ao mundo. Foram 50 dias desde a saída do Egito até chegar no Sinai para receber as tábuas da Lei.
➯  Isso aponta para a chegada do Rúach hakódesh-Espírito Santo sobre toda carne, imprimindo a Toráh dentro dos corações e nas mentes como predisse o profeta Yeremyáh e o profeta Yoel. 
   Dt. 16:9 ; Ex.34:22 ... Jr. 31:31 ;  Jl. 2

Ao ver tudo isso podemos perceber o quanto é importante que estejamos conectados a todo o tempo com D'us e seus mandamentos, vivendo-os, praticando-os com amor, nos apegando a Ele com todas as nossas forças. Pois, ele diz:

וְעַתָּה, יִשְׂרָאֵל--מָה יְהוָה אֱלֹהֶיךָ, שֹׁאֵל מֵעִמָּךְ:  כִּי אִם-לְיִרְאָה אֶת-יְהוָה אֱלֹהֶיךָ לָלֶכֶת בְּכָל-דְּרָכָיו, וּלְאַהֲבָה אֹתוֹ, וְלַעֲבֹד אֶת-יְהוָה אֱלֹהֶיךָ, בְּכָל-לְבָבְךָ וּבְכָל-נַפְשֶׁךָ 

"Agora, pois, ó Israel, que é que Adonay teu D'us pede de ti, senão que temas Adonay teu D'us, que andes em todos os seus caminhos, e o ames, e sirvas a Adonay teu D'us com todo o teu coração e com toda a tua alma,"       sefer Devarim-Dt.10:12




Como podemos ver, devemos sempre estar atentos para o que o nosso Deus quer falar conosco através das festas que Ele estabeleceu. Pois ele as ordenou e as marcou como Moadim-tempos determinados para falar com a humanidade sobre sua vontade e o que ele está para realizar.

Vivamos uma vida plena de realizações na presença de nosso amado D'us, Adonay e de nosso amado Messias e Rei, Yeshua de Nazaré.

............................................................. רב. יוסף ברוך
.........................................................................Ráv. Yossef Baruch













Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Ultimos Estudos

TSEDACÁ - Um conceito judaico ...

TSEDACÁ - Um conceito judaico - צדקה                 Desde a época do Beit hamikdásh -Templo Sagrado, era visível para os judeus que ...

Curso Zayt - קורס זית

Curso Zayt  - קורס זית
Aprenda Hebraico conosco!

"Honra teu pai e tua mãe."

"Honra teu pai e tua mãe."

Postagens

Seguidores

Total de visualizações

Arquivo do blog

Assista ao Serviço

"Se eu esquecer de ti, ó Jerusalém..."

"Se eu esquecer de ti, ó Jerusalém..."

Refutação ao video - Ieshua NÃO É o Mashiach!

Refutação aos inimigos de Yeshua

Parashá - פרשה

שיעור - Sukót e suas riquezas...

Mensagem - דברי תנ"ך

Rosh Luciano/Mensagem ... דברי תנ"ך

Ele Vive..!!! הוא חי

Ele Vive..!!!   הוא חי
Yeshua o Messias ressuscitou!

Memórias ... זכרונות

אם אין אני לי מי לי
וכשאני לעצמי מה אני
ואם לא עכשו אימתי ... י

"Se eu não for por mim, quem será por mim?
Se eu for só por mim, o que sou eu?
E se não for agora, então quando?
Rabi Hilel - Pirkê Avot 1:14.

Sempre elevados na Tefilá-oração ...

Sempre elevados na Tefilá-oração ...
"Por essa razão, desde o dia em que o ouvimos, não deixamos de orar por vocês e de pedir que sejam cheios do pleno conhecimento da vontade de Deus, com toda a sabedoria e entendimento espiritual." (Colossenses 1:9)