São Gonçalo. RJ Cel: (21) 998203382 E-mail: sinagogabeitmiklat@gmail.com

Os Segredos do Livro de João - Parte 6


Evangelho de João
Parte 6



No estudo anterior, tratamos sobre a personalidade de Yochanan Hamatbil e a natureza do seu ministério. Nos versos 6-8, o apóstolo João declara que João Batista, apesar de sua proeminência e destaque na época, não era o Messias Prometido. E o próprio João Batista tinha plena compreensão disso e afirmou:
Mateus 3:11
“Aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu, que nem sou digno de levar-lhe as alparcas.”
Marcos 1:7
“É mais poderoso do que eu, de quem não sou digno de, inclinando-me, desatar a correia das alparcas.”
Apesar da sua grandeza espiritual, o Messias que viria após Yochanan teria um ministério muito mais elevado e sublime. O ministério de Yochanan (na virtude de Elias) é comparado a um “corredor”, enquanto o ministério de Yeshua é o “salão principal”. As pessoas se preparam no corredor para entrarem bem vestidas no salão principal, da mesma forma, Yochanan batizava em águas para que o povo da terra estivesse preparado para receber as águas da vida eterna, que só Yeshua poderia dar.
Por isso, o escritor do Evangelho dirá com todas as palavras:
João 1:8
“Ele não era a Luz, mas veio para dar testemunho da Luz.”
Uma testemunha só é requerida quando há ignorância sobre um fato, ou quando se quer verificar se o fato é verídico. Por isso, antes da aparição do Messias Prometido, D’us envia uma testemunha fiel e verdadeira (João, na virtude de Elias) para planificar as concepções de messianidade e retificar as expectativas que as pessoas tinham com respeito ao Filho de D’us. Exatamente o que D’us proclama como principal missão de Elias: “converter o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais, para que Eu não venha, e fira a terra com maldição” (Malaquias 4:6).
A que isso tudo é comparado?
É como um grande rei que deseja visitar uma de suas províncias, e antes de sua visita, envia um mensageiro (testemunha) declarando a visita real com todos os seus detalhes e nuances. Para que os aldeões não sejam pegos desprevenidos na visita e acabem desonrando a presença do rei, por não terem se preparado.
A Lua também atua na mesma função de uma testemunha, porque à noite ela reflete uma porção da luz do Sol, e portanto, nos assegura a vinda dele. E quando o Sol começa a brilhar, a Lua mesma tornar-se quase que invisível.
Ou seja, disso aprendemos que uma verdadeira testemunha de Yeshua deve se auto anular a todo instante em que estiver diante de seu Senhor, porque apenas assim ela cumprirá sua missão de emissário (Shaliach). Como Shaul HaShaliach dirá: “Já estou crucificado com o Mashiach; e vivo não mais eu, mas o Messias vive em mim” (Gálatas 2:20).
Surge-nos a pergunta: o que é estar crucificado com o Mashiach? As Santas Escrituras dirão: “E os que são de Yeshua HaMashiach crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências” (Gálatas 5:24). Ou seja, estar “crucificado com o Mashiach” é abandonar sua velha natureza de pecados deliberados e transgressões alheias, expurgando suas “trevas” de dentro si para que a verdadeira Luz alumie a alma do ser humano.


Continuando com o verso 9 do Evangelho, lemos:
“Ele é a Luz verdadeira, que alumia todo homem que vem ao mundo.”
Quando lemos as várias versões bíblicas desse verso, encontramos duas formas de tradução para ele; e elas são:
1.    “Pois a verdadeira Luz, que alumia todo homem, estava chegando ao mundo.” (João Ferreira de Almeida, versão 1967)
2.    “Ele era a Luz verdadeira, aquela que ilumina a todo o homem que vem para o mundo.” (Bíblia Literal do Texto Tradicional e King James Traduzida)
Analisando as versões mais fidedignas ao texto original, como por exemplo, a tradução hebraica de Franz Delitzsch, encontramos o veredito final como sendo a segunda tradução. Ou seja, a melhor forma de traduzirmos o verso 9 do Evangelho de João é da seguinte forma:
“Ele é a Luz verdadeira, que alumia todo homem que vem ao mundo.”
E nesse texto, encontramos uma expressão muito interessante. O Apóstolo João nomeia Yeshua como sendo “A Luz Verdadeira” (האור האמיתי). O teólogo Albert Barnes traz o seguinte comentário:
“Ele não é um falso, incerto, perigoso guia, mas sim, verdadeiro, real, firme e digno de confiança. Uma luz falsa é aquela que leva ao perigo ou ao erro, pois um farol falso [i.e., que esteja mal regulado] nas margens do oceano pode levar os navios a rochas ou a pântanos e precipícios mortais. Uma luz verdadeira é aquela que não nos ilude, pois o verdadeiro farol pode nos guiar para o porto ou nos alertar do perigo. O Messias não se engana. Todos os falsos mestres, porém, o fazem.”
Yochanan diz que Yeshua é a verdadeira Luz, para nos ensinar que apenas dele podemos aprender a completa verdade das Escrituras. Se não buscarmos o discernimento existente em Yeshua, de nenhuma maneira, vamos alcançar o correto entendimento da Palavra de D’us.
E essa Luz verdadeira resplandece sobre todo homem que vem a este mundo. Não somente aos judeus, e nem tão pouco apenas para os gentios. Pois, sobre os gentios, D’us mesmo dirá: “Te porei para Luz das nações, para seres a Minha Salvação até a extremidade da terra” (Isaías 49:6); e, sobre Israel, o profeta diz: “Levanta-te, ó Jerusalém, resplandece, porque é chegada a tua Luz, e é nascida sobre ti a glória do Eterno” (Isaías 60:1).
Assim como o bebê vê a luz do mundo quando nasce, assim também, esta luz celestial resplandece na alma de todo homem, para convencer do pecado, da justiça e do juízo. E este tipo de nascimento espiritual não é dado por nenhum outro a não ser pelo próprio D’us através do Seu Filho, como está dito: “os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, na da vontade do homem, mas de D’us” (João 1:13).
O verso seguinte continua com a narração:
Yochanan 1:10
“Estava ele no mundo, e o mundo foi feito por intermédio dele, e o mundo não o conheceu.”


.......................................................... Por Shmuel ben Avraham
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Ultimos Estudos

TSEDACÁ - Um conceito judaico ...

TSEDACÁ - Um conceito judaico - צדקה                 Desde a época do Beit hamikdásh -Templo Sagrado, era visível para os judeus que ...

Curso Zayt - קורס זית

Curso Zayt  - קורס זית
Aprenda Hebraico conosco!

"Honra teu pai e tua mãe."

"Honra teu pai e tua mãe."

Postagens

Seguidores

Total de visualizações

Arquivo do blog

Assista ao Serviço

"Se eu esquecer de ti, ó Jerusalém..."

"Se eu esquecer de ti, ó Jerusalém..."

Refutação ao video - Ieshua NÃO É o Mashiach!

Refutação aos inimigos de Yeshua

Parashá - פרשה

שיעור - Sukót e suas riquezas...

Mensagem - דברי תנ"ך

Rosh Luciano/Mensagem ... דברי תנ"ך

Ele Vive..!!! הוא חי

Ele Vive..!!!   הוא חי
Yeshua o Messias ressuscitou!

Memórias ... זכרונות

אם אין אני לי מי לי
וכשאני לעצמי מה אני
ואם לא עכשו אימתי ... י

"Se eu não for por mim, quem será por mim?
Se eu for só por mim, o que sou eu?
E se não for agora, então quando?
Rabi Hilel - Pirkê Avot 1:14.

Sempre elevados na Tefilá-oração ...

Sempre elevados na Tefilá-oração ...
"Por essa razão, desde o dia em que o ouvimos, não deixamos de orar por vocês e de pedir que sejam cheios do pleno conhecimento da vontade de Deus, com toda a sabedoria e entendimento espiritual." (Colossenses 1:9)